Consulta




CRM-GO 13.192 | RQE 11.915
Médico Nutrólogo titulado pela ABRAN/AMB/CFM
Sócio (titulado) da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN);
Capacitação em Obesidade e Síndrome Metabólica - ABRAN
Capacitação em Obesidade infanto-juvenil - ABRAN
Pós-graduado em Síndrome Metabólica - ABRAN
Capacitação em abordagem nutrológica das doenças gastrintestinais - ABRAN
Capacitação em Aspectos Nutricionais dos transtornos psiquiátricos - AMBO
Capacitação em Psiquiatria Nutricional - INNCOR-RJ
Capacitação em Bioquímica dos nutrientes - Prof. Henry Okigami - ATMAN
Consultório: Clínica Medicare: Rua 115-H, nº 31, St. Sul, Goiânia-GO.
Fone: (62) 99233-7973 (Agendamento/dúvidas via WhatsApp).
Horário de agendamento: das 08:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00, de Segunda a Sexta-feira.
Cartão de visitas mobile: http://drfredericolobo.meucvm.com.br/


Sou médico nutrólogoescritor e ambientalista. Há 19 anos (2002), iniciei meus estudos (ainda na graduação de medicina) sobre Bioquímica médicaNutrologia MédicaNutrição humana. Ao longo da minha formação acadêmica realizei diversos cursos de capacitação na área de Nutrição, Nutrologia e assim seguirei por toda a vida. 

Defendo uma prática clínica embasada em ciência, respeitando a legislação do Conselho Federal de Medicina (CFM) e prescrevendo apenas aquilo que é permitido.

Sou idealizador e fundador de um movimento denominado Nutrologia Brasil, que visa lutar por uma moralização da Nutrologia e mostrar para a população leiga o que realmente é Nutrologia. Nosso site está em processo de criação, porém já temos um blog, no qual listamos Nutrólogos sérios e especialistas de verdade, que atuam no Brasil: https://nutrologosbrasil.blogspot.com/2019/03/nutrologos-no-brasil.html

Antes de se consultar com um profissional que se diz Nutrólogo, verifique em: http://www.cremego.org.br/index.php?option=com_medicos se o mesmo é realmente Nutrólogo. A maioria dos profissionais que se dizem Nutrólogos na verdade não são. Só em Nutrólogo no Brasil, o médico que fez a residência de Nutrologia ou foi aprovado na prova de título de Nutrologia. 

Algumas informações sobre minha prática clínica:
  • Minhas condutas são criteriosas, sempre prezando por uma medicina baseada em evidências científicas. Porém, sem deixar de lado a experiência da prática clínica de quase 13 anos. Tento enxergar o paciente em toda a sua integralidade, algo que está se perdendo na medicina. 
  • Primo pela transparência para com o meu paciente. A medicina não é um comércio conforme consta na primeira parte do código de ética médica. 
  • prescrição de suplementos só é feita se houver real necessidade, assim como utilização de soros endovenosos (EDTA). ou fármacos injetáveis (Ferro, B12).  Sou contra a banalização da terapia endovenosa e acredito que se o trato digestivo está funcionante, a via oral é a via de escolha.
  • Não utilizo exames com pouco respaldo científico e não trabalho com modulação hormonal: terapia antienvelhecimento, dieta hCG, prescrição de anabolizantes, testosterona, DHEA, GH, Chip hormonal. Já que tais práticas são condenadas pelo Conselho Federal de Medicina, Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBG) e pela Associação Brasileira para Estudos da Obesidade e Síndrome Metabólica (ABESO). Para ler mais acesse: http://www.ecologiamedica.net/2018/05/esclarecimentos-sobre-minha-pratica.html
  • Modulação Hormonal não fez e nunca fará parte do rol de procedimentos Nutrológicos, conforme recente parecer da Associação Brasileira de Nutrologia. Quem trabalha com hormônios é endocrinologista, ginecologista e urologista. Para ler o posicionamento acesse: http://abran.org.br/2018/03/14/rol-de-procedimentos/
  • O parecer que proíbe a prática de modulação hormonal no Brasil está disponível aqui: http://www.portalmedico.org.br/resolucoes/CFM/2012/1999_2012.pdf No link a seguir você encontrará inúmeros pareceres de sociedades médicas sérias sobre o tema, isso basta para que eu não utilize modulação hormonal na minha prática: http://www.drfredericolobo.com.br/2016/07/pareceres-de-sociedades-medicas-contra.html
  • Por mais que os benefícios de alguma terapia sejam provados, sou da seguinte teoria: Legislação existe para ser seguida e respeitada. Ou seja, se a ANVISA e o CFM não autorizam, ela não deve ser praticada dentro território nacional até que seja liberada. Exemplos: ozonioterapia (liberado pela ANVISA mas não pelo CFM), procainoterapia, utilização de EDTA para fins que não sejam de quelação, PRP, PRFC. Não trabalho com NADA dissoNa clínica não realizamos procedimentos/exames/aplicação de medicamentos.
  • Tratamento: Em meu tratamento não utilizo hormônios e raramente utilizo medicações de uso controlado. Opto por utilizar fitoterapia, correção de deficiência de nutrientes utilizando vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos graxos. Também utilizo muito, probióticos (principalmente através da alimentação). Caso seja necessário, utilizo alopatia e deixo claro para o paciente o porquê de não se optar por algo "natural".
  • Defendo arduamente que "Jamais algo sintético será superior a algo natural". Portanto a suplementação deve ser mínima e apenas quando necessária. O médico que lida com nutrição tem obrigação de saber muito bem sobre biodisponibilidade de nutrientes e ensinar para o paciente as fontes destes (educação em saúde). 
  • Não indico farmácias de manipulação (a indicação é infração ética) mas oriento que o paciente tenha cuidado ao escolher as farmácias, nunca se orientando somente pelo preço. 
  • Muitos me enviam e-mail ou perguntam via instagram/facebook como funciona a minha abordagem terapêutica e o que eu trato (aqui no site na parte de Tratamentos especifico o que eu trato e o que não trato).
  • Minha função como médico é olhar o paciente como um todo (abordagem holística/integrativa = termos deturpados por alguns médicos na atualidade) e tentar solucionar o seu problema (nenhum médico pode garantir resultados de acordo com o código de ética médica). O meu compromisso consiste em utilizar todo o meu conhecimento em prol do paciente.
  • Prezo pela ética e pela prática de uma medicina baseada em evidências e dentro dos moldes do movimento Slow Medicine. Portanto você jamais verá eu solicitando exames sem respaldo científico ou prescrevendo terapias proibidas pelo CFM. O segredo do meu êxito como profissional  decorre da combinação de um bom acolhimento, boa escuta, transparência com o paciente e compaixão pelo sofrimento alheio. Percebi após um tempo treinando médicos (que desejam ser Nutrólogos) que algumas coisas são inatas, outras se aprende e outras nunca se aprende.
  • Valor da consulta e custo do tratamento: Muitos questionam o valor da consulta com a secretária, acham o valor caro. Cada paciente fica em torno de 1:30 comigo, se somarmos o tempo da primeira consulta, tempo do retorno e o tempo que fico lendo os questionários enviados pós-consulta. Ou seja, o valor da minha hora sai bem abaixo do que os outros médicos cobram. A consulta ainda inclui o envio 3 E-books por mim escritos. Há médicos na minha área que cobram menos? Sim. Entretanto a grande maioria dos que cobram abaixo do valor de mercado, vende medicamentos em suas clínicas (prática proibida pelo CFM), realizam exames e procedimentos (aplicação de soros).Ou seja, economiza-se no valor da consulta mas gastará de 5 a 10 mil em tratamentos com soros.
  • O meu foco é consulta médica, diagnóstico e prescrição de tratamento. Se for necessário aplicar soro endovenoso (uma minoria necessita, menos de 5% ao ano) o paciente tem liberdade para realizar onde desejar.
  • Tenho um Nutricionista clínico que atende comigo, Rodrigo Lamonier. Ele é o responsável por elaborar nossos e-books e protocolos nutricionais da Clínica Medicare. Geralmente  ele me acompanha nos atendimentos (consultas e retornos). Importante salientar que no valor da consulta não está incluso o acompanhamento com ele. É um serviço opcional. 
  • A prescrição de dieta é uma atividade privativa dos nutricionistas. O Nutrólogo tem competência para elaborar um plano alimentar, porém o profissional mais capacitado e habilitado (por uma lei federal) é o Nutricionista. O paciente tem liberdade de consultar com qualquer nutricionista, porém, ao final do retorno elaboro uma pequena redação (encaminhamento) descrevendo as diretrizes que o Nutricionista deverá seguir para elaborar o plano do meu paciente. 
Clínica Medicare


Faço parte do corpo clínico da clínica Medicare, um centro integrado de saúde que existe há 30 anos em Goiânia. Foi fundada pelo Homeopata Hélio Gonçalves (que atua com homeopatia unicista). Conta com equipe de médicos, psicóloga e profissional da educação física. Situa-se no Setor Sul, em uma viela calma, aconchegante, cercada de natureza.
Corpo clínico

Consultório médico
Consultório médico
Título de Especialista em Nutrologia

Roteiro da consulta

A consulta é composta por 3 partes:

1 º - Anamnese: o paciente deverá relatar todos os sintomas que o trazem até meu consultório. Primeiro de forma sucinta, enumerando os problemas. Posteriormente esmiuçarei as queixas, uma a uma e realizando várias perguntas acerca dos sinais e sintomas relatados. Solicito que se possível já venha com todos os sintomas anotados em ordem cronológica de aparecimento. Quanto mais minuciosa a descrição, melhor para o diagnóstico e tratamento. (Orientações pré-consulta).

2º - Exame físico: Aferição da pressão, Frequência cardíaca, Frequência respiratória, Oximetria e exame físico geral. Nos casos de emagrecimento ou ganho de massa magra é solicitada a Bioimpedância ou Avaliação por DEXA sempre que houver alteração de 3-5% do peso corporal.

3º - Solicitação de exames: solicitarei os exames que julgar necessário para comprovar as minhas hipóteses diagnósticas. Portanto são exames complementares ao diagnóstico:


Exames e planos de saúde

A maioria dos exames são realizados pelos planos de saúde, exceto Mineralograma capilar e Bioimpedância (a Unimed cobre a Bioimpedância). Alguns planos (Ipasgo, IMAS) não cobrem a Vitamina D, Selênio, Homocisteína.

mineralograma capilar não é para todos os pacientes que solicito, ele é solicitado apenas para pacientes com suspeita de intoxicação (crônica) por metais tóxicos.
Não são todas as vitaminas e minerais que são dosados no sangue. Cromo, manganês, iodo, lítio, molibdênio, flúor, cobalto, germânio, boro, silício: são dosados apenas quando em excesso, ou seja, a sua dosagem habitual não tem utilidade clínica, pois 99% das vezes apareceram abaixo do limite inferior.

As vitaminas B1, B2, B3, B5, B6, biotina, E, K, são dosáveis porém os métodos utilizados apresentam controvérsias. O que realmente é dosado na prática: Eletrólitos, Cálcio iônico e total, Magnésio, Zinco, Cobre, Selênio, Ferritina, Ferro, Vitamina A, B12 e ácido metilmalônico, Ácido fólico sérico e eritrocitário, Vitamina C no sangue e urina, Vitamina D (25-OH-Vitamina D).

Os exames laboratoriais e de imagem (exceto mineralograma capilar) podem ser feitos pelo plano de saúde, de acordo com a resolução Consu 8 da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).
O artigo 2° da Consu 8 afirma: Para adoção de práticas referentes à regulação de demanda da utilização dos serviços de saúde, estão vedados: VI - negar autorização para realização do procedimento exclusivamente em razão do profissional solicitante não pertencer à rede própria ou credenciada da operadora.

Portanto, não existe lei que obrigue o médico a manter vínculo com o plano de saúde, sendo uma questão de vontade própria. Logo, a regra determina que qualquer médico pode solicitar exames e procedimentos para pacientes que tenham plano de saúde, independente da vinculação ou não do profissional com o plano. Isso aumenta a liberdade de escolha do paciente em optar pelo médico de sua preferência, tendo ainda a possibilidade de fazer todos os exames pelo plano de saúde.

Retornos: O prazo máximo de retorno (gratuito) é de 30 dias.  Ao final do retorno preparo uma carta/encaminhamento para o Nutricionista seguir algumas diretrizes na hora de elaborar o plano alimentar do paciente.  


NÃO ATENDO NENHUM PLANO DE SAÚDE: Affego, Allianz, Amil, Ascefet,CAEME, Casbeg, Celgmed, Cnen, Comego, Comisam, Conab, Coop rodoviarios, Correios, Funbsmac, Funcef, Furnas, Fusex, Gama saúde, IMASIPASGO, Irmão soares, Life, Mediservice, Metago, NotreDame seguro saúde, Ortobom, Petrobras, Planmed, Proasa, Promed, SulAmerica, Unibanco Saúde, Unimed, Bradesco, HAPVIDA. 
    O que eu não atendo em meu consultório?
    • Pacientes que buscam hipertrofia com massa magra normal. Esses casos oriento a consultar com o nosso nutricionista, Rodrigo Lamonier. 
    • Nutrologia Esportiva.
    • Performance.
    • Pacientes que desejam fazer uso de anabolizantes, hormônios com finalidade estética, uso de GH, dieta HCG, modulação hormonal, ozonioterapia, PRP, qualquer tipo de procedimento médico.
    • Terapia de reposição hormonal. Posso até fazer o diagnóstico do déficit, mas não prescrevo hormônios. Ou seja, todas desordens hormonais que necessitam de tratamento, encaminho para uma grande amiga endocrinologista, Dra. Natalia Jatene  (Fone: 3281-7799).
    • Pacientes oncológicos (com câncer); Encaminho para a Nutricionista Jordana Torres (Fone: 62 3212 4020) e para o Oncologista Clínico e Nutrólogo - Dr. Pedro Dal Bello  - Fone: (11) 31712843.
    • Pacientes nefropatas: Encaminho para o meu amigo Dr. Rodrigo Costa que é Nefrologista e Nutrólogo (Fone: (62) 32425441) e para a Nutricionista Clara Sandra (Fone: 99322-9731).
    • Pacientes portadores de esquizofrenia, dependência química ou de álcool: encaminho para o psiquiatra Dr. Heisler Lima (Fone: 62 -  3246-8400 e 99646-8400) e Dr. Sávio Teixeira (Fone: 62-3245-2034)
    • Autismo, Alzheimer, Parkinson e doenças neurodegenerativas. Encaminho para a Dra. Aline Madeira (Fone: (62) 3250-9060).
    • Crianças: Não acompanho crianças abaixo de 12 anos. Encaminho para 4 profissionais: Dra. Amélia Fortunato (pediatra e homeopata - Fone: 3281-5097), Dr. Fernando Paceli (pediatra e neonatologista), Dra. Cristiane Simões (nutróloga pediátrica - Fone: (62) 3088-0672), Dra. Renato Machado (endócrino pediatra  - Fone: (62) 3983-8015). 
    O que eu atendo em meu consultório?
    • Pacientes saudáveis que desejam aprender a se alimentar de forma saudável e ter hábitos salutares de vida;
    • Pacientes assintomáticos mas que desejam fazer check up nutrológico;
    • Anemias carenciais (Ferropriva, por deficiência de B12, ácido fólico, cobre, zinco, complexo B, vitamina A); 
    • Intoxicação crônica por metais tóxicos: Alumínio, Chumbo, Mercúrio, Arsênico, Cádmio com posterior quelação; 
    • Síndrome do intestino irritável;
    • Alergias alimentares;
    • Intolerâncias alimentares (lactose, frutose, sacarose, rafinose);
    • Orientações nutrológicas em Constipação intestinal (intestino preso) e Diarreia crônica; 
    • Dispepsias correlacionadas à ingestão de alimentos específicos (má digestão);
    • Alterações da Permeabilidade intestinal (leaky Gut), Disbiose intestinal e Síndrome de Supercrescimento bacteriano do intestino delgado (SIBO);
    • Pacientes vegetarianos, veganos, ovolactovegetarianos, crudivoristas;
    • Fadiga, cansaço crônico, astenia, fraqueza, indisposição;
    • Obesidade acima do IMC30. Casos de IMC abaixo de 30 encaminho para o meu Nutricionista e para a minha Personal Trainner. 
    • Acompanhamento pré e pós-cirurgia bariátrica; 
    • Transtorno da Compulsão  Alimentar Periódica (TCAP);
    • Bulimia e anorexia (aspectos nutricionais, a parte psiquiátrica 
    • Aspectos nutricionais da ansiedade; depressão; insônia (ou seja, o psiquiatra faz a parte dele e eu busco déficits nutricionais ou intoxicação por  substâncias que possam estar interferindo no agravamento  ou perpetuação da doença);
    • Orientações nutrológicas na Intolerância à glicose, resistência insulínica e Diabetes mellitus tipo 2; 
    • Dislipidemias: hipercolesterolemia (aumento do colesterol) e hipertrigliceridemia (aumento do triglicérides); 
    • Síndrome metabólica;
    • Esteatose hepática não-alcoólica (gordura no fígado);
    • Orientações nutrológicas em Doença de Crohn e Retocolite ulcerativa; 
    • Dores musculares e Fibromialgia (aspectos nutrológicos);
    • Acompanhamento nutrológico pré-gestacional e gestacional (preparo pré-gravidez e pós-gravidez para retornar ao peso anterior e fazer suplementações necessárias);
    • Infertilidade (aspectos nutrológicos), a parte de investigação encaminho para Dra. Lorena Apolinário - Fone: 3638-3515; 
    • Orientações nutrológicas para cardiopatas (Insuficiência coronariana, Insuficiência cardíaca, Arritmias, Valvulopatias, Hipertensão arterial);
    • Orientações nutrológicas para pneumopatas (Enfisema, Asma, Fibrose cística);
    • Orientações nutrológicas em Hiperuricemia, Gota, Litíase renal;
    • Orientações nutrológicas em Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade;
    • Orientações nutrológicas em pacientes com sarcopenia (baixa quantidade de músculo) e osteoporose ou osteopenia; 
    • Orientações nutrológicas para portadores de doenças autoimunes (artrite reumatóide, lúpus, Hipotireoidismo/tireoidite de hashimoto, psoríase, vitiligo);
    • Orientações nutrológicas em portadores de HIV em tratamento com antiretrovirais.

    Clínica Medicare









    6 comentários:

    Anônimo disse...

    Boa tarde Dr. Frederico,

    Com relação a utilização de materiais para fabricação de panelas, poderia informar se existe algum impedimento para utilização de bules para Chá em Bronze, Obrigado

    Dr. Frederico Lobo disse...

    Ola. Não sei sobre isso.

    att

    Unknown disse...

    Dr.tenho 49 anos e ainda estou menstruando e tenho hipotireoidismo,faço uso de Procimax e Lorax 1mg preciso urgente me consultar com alguém que me ajude nessa fase moro em Tocantins vc pode me ajudar ou indicaria Dra Natália?

    Dr. Frederico Lobo disse...

    Indico a Dra. Natalia Jatene ou qualquer outro endocrinologista.

    Unknown disse...

    Dr:Meu esposo começou a trabalhar em 98 na fundição de fábrica de alumínio em janeiro de 2000 ele teve a primeira crise convulsão,foi afastado deste então esta sendo acompanhado e medicado, em novembro ele voltou a trabalhar na empresa e as crises eplileticas voltaram com muita frequência, sera que algum produto químico usado na fundição de alumínio ou mesmo o próprio alumínio pode ter relacao com a convulsões ou seja a causa.

    Unknown disse...

    Li seu artigo sobre o leite de vaca e fiquei muito feliz, pois faço Kefir de leite. O fato e que algusa nutrologos falam de maneira radical que o leite faz mal.acho que o senhor foi o mais sensato. Se o Kefir se alimenta da lactose, como e melhor fazer com leite de coco?.

    Postar um comentário

    Propagandas (de qualquer tipo de produto) e mensagens ofensivas não serão aceitas pela moderação do blog.