segunda-feira, 25 de julho de 2011

O poder do açafrão


No meu último post falei dos alimentos anti-câncer http://ligadasaude.blogspot.com/2011/07/combatendo-o-cancer-com-os-alimentos.html), dos quais se destaca, por suas inúmeras propriedades, o açafrão.

Os mais incrédulos logo pensam! Não existe comprovação científica para tais alegações. Para vocês, incrédulos, deixo no final do texto as referências bibliográficas e de diversos estudos a respeito deste “remédio natural”, barato, acessível a toda a população e relegado até o momento. Será por quê? Mais uma vez a resposta não poderia ser outra: não pode ser PATENTEADO, por ser uma substância natural. Teria de ser algo sintético para dar mais lucro para os grandes laboratórios.

Deixando as reclamações de lado, vamos ao açafrão que interessa:

É popularmente conhecido por açafrão da Índia, “Turmeric”, Cúrcuma longa ou açafrão amarelo, pertencente a família do gengibre. No Brasil é extensivamente cultivada; em especial na minha morada Minas Gerais e no meu berço goiano(Goiás).

O Açafrão da Índia não deve ser confundido com o “Açafrão Verdadeiro”, que provem de uma flor de outra planta (Crocus sativus), utilizado também como tempero na culinária européia, muito caro e que não tem os benefícios terapêuticos da raiz do açafrão; de onde se extrai o componente principal: a curcumina.

É uma raiz que pode ser encontrada em qualquer mercado, a preços baixíssimos.

A cúrcuma tem sido utilizada na medicina Ayuverdica e na medicina tradicional da Índia, por centenas de anos e em diversas doenças. Vários tipos de câncer, como o de mama, cólon, próstata entre outros, têm uma incidência muito menor na Índia em comparação aos EUA. Diversos estudos mostram a importância da alimentação na redução e prevenção de câncer. O consumo regular do açafrão na Índia, confere proteção aos seus habitantes.

A cúrcuma tem diversos benefícios para a nossa saúde, que se eu fosse listar perderíamos o objetivo deste texto. Vão achar que é um “Pó Mágico”. Bom eu acredito e, portanto, vou me ater às suas propriedades anti-câncer e anti-inflamatórias.

A curcumina no câncer tem efeitos de inibir o crescimento tumoral; induzir a apoptose (suicídio) das células tumorais; inibir a neo-angiogênese( formação de novos vasos que “alimentam” o câncer) e, por tudo isso, reduz e até inibe as metástases( propagação das células cancerígenas pelo corpo).

A curcumina tem poder anti-inflamatório comparado ao dos corticóides; claro que sem os devastadores efeitos colaterais destes últimos, quando usados a longo prazo. Tenho experiência na melhora da inflamação, por exemplo, de pacientes com artrite reumatóide, com redução expressiva dos sintomas da doença. A curcumina inibe a cicloxigenase, importante via inflamatória. Então pode ser usada como “droga” anti-inflamatória com eficácia comprovada e de ótima tolerância( baixos efeitos colaterais)..

O uso isolado da curcuma, como terapia, pode não ter os efeitos desejados, pois diversos estudos mostram que ela é rapidamente metabolizada na sua passagem pelo fígado e, então, sua biodisponibilidade para as células fica drasticamente reduzida. Com isso, verificou-se que o uso da cúrcuma em conjunto com uma substância chamada de piperine, extraída da pimenta negra, aumenta sua ação em 150%.

Com este pequeno resumo, recomendo às pessoas saudáveis, o uso do açafrão como preventivo. Consumo diário de uma colher de chá ao dia que pode ser colocado no arroz, em caldos ou em saladas. Para quem está em tratamento ou já esteve em tratamento para o câncer, recomendo que procure informação junto a um profissional que saiba fazer o manejo da fitoterapia em forma de suplementação; pois a curcuma pode ser manipulada em cápsulas para uso terapêutico.


Nosso remédio está na despensa de casa e não na prateleira das farmácias.


Referência Bibliografia:

  • FOOD, NUTRITION AND THE PREVENTION OF CANCER: A global perspective. Washington DC: World cancer research fund/American Institute for Cancer Research 1997.
  • HUANG MT, LOU YR, MA W, NEWMARK HL, REUHL KR AND CONNEY AH: Inhibitory effects of dietary curcumin on forestomach, duodenal, and colon carcinogesis in mice. Cancer Res 54: 5841-7, 1994.
  • HUANG MT, LOU YR, XIE JG, MA W, LU YP, YEN P, ZHU BT, NEWMARK H AND HO CT: Effect of dietary curcumin and dibenzoylmethane on formation of 7,12dimethylbenz(a)anthracene induced mammary tumors and lymphomas/leukemias in Sencarmice. Carcinogenesis 19: 1697-700, 1998.
  • IKEZAKI S, NISHIKAWA A, FURUKAWA F, KUDO K, NAKAMURA H, TAMURA K AND MORI H: Chemopreventive effects of curcumin on glandular stomach carcinogenesis induced by N-methyl-N’-nitro-N- nitrosoguanidine and sodium chloride in rats. Anticancer Res 21: 3407-11, 2001.
  • INANO H AND ONODA M: Prevention of radiation-induced mammary tumors. Int J Radiat Oncol Biol Phys 52: 212-23, 2002.
  • INANO H, ONODA M, INAFUKU N, KUBOTA M, KAMADA Y, OSAWA T, KOBAYASHI H AND WAKABAYASHI K: Potent preventive action of curcumin on radiation-induced initiation of mammary tumorigenesis in rats. Carcinogenesis 21: 1835-41, 2000.
  • INANO H, ONODA M, INAFUKU N, KUBOTAM, KAMADA Y, OSAWA T, KOBAYASHI H AND WAKABAYASHI K: Chemoprevention by curcumin during the promotion state of tumorigenesis of mammary gland in rats irradiated with gamma-rays. Carcinogenesis 20: 1011-8, 1999.
  • JOE B AND LOKESH BR: Effect of curcumin and capsaicin on arachidonic acid metabolism and lysosomal enzyme secretion by rat peritoneal macrophages. Lipids 32: 1173-80, 1997.
  • KAWAMORI T, LUBET R, STEELE VE, KELLOFF GJ, KASKEY RB, RAO CV AND REDDY BS: Chemopreventive effect of curcumin, a naturally occurring anti-inflammatory agent, during the promotion/progression stages of colon cancer. Cancer Res 59: 597-601, 1999.
  • KIM JM, ARAKI S, KIM DJ, PARK CB, TAKASUKA N, BABA-TORIYAMA H, OTA T, NIR Z, KHACHIK F, SHIMIDZU N, TANAKA Y, OSAWA T, URAJI T, MURAKOSHI M, NISHINO H AND TSUDA H: Chemopreventive effects of carotenoids and curcumins on mouse colon carcinogenesis after 1,2-dimethylhylhydrazine initiation. Carcionogenesis 19: 81-5, 1998.
  • KRISHNASWAMY K, GOUD VK, SESIKERAN B, MUKUNDAN MA AND KRISHNA TP: Retardation of experimental tumorigenesis and redutction in DNA adducts by turmeric and curcumin. Nutr Cancer 30: 163-6, 1998.
  • KUTTAN R, BHANUMATHY P, NIRMALA K AND GEORGE MC: Potential anticancer activity of turmeric (Curcuma longa). Cancer Lett 29: 197-202, 1985.
  • LI N, CHEN X, LIAO J, YANG G, WANG S, JOSEPHSON Y, HAC C, CHEN J, HUANG MT AND YANG CS: Inhibition of 7,12-dimethylbenz(a)anthracene (DMBA)-induced oral carcinogenesis in hamsters by tea and curcumin. Carcinogenesis 23: 1307-13, 2002.
  • LIAO S, LIN J, DANG MT, ZHANG H, KAO YH, FUKUCHI J AND HIIPAKKA RA: Growth suppression of hamster flank organs by topical application of catechins, alizarin, curcumin, and myristoleic acid. Arch Dermatol Res 293: 200-5, 2001.
  • LIMTRAKUL P, LIPIGORNGOSON S, NAMWONG O, APISARIYAKUL A AND DUNN FW: Inhibitory effect of dietary curcumin on skin carcinogenesis in mice. Cancer Lett 116: 197-203, 1997.
  • LU YP, CHANG RL, HUANG MT AND CONNEY AH: Inhibitory effect of curcumin on 120-tetradecanoylphorbol-13-acetate-induced increase in ornithine decarboxylase mRNA in mouse epidermis. Carcinogenesis 14: 293-7, 1993.
  • LU YP, CHANG RL, LOU YR HUANG MT, NEWMARK HL, REUHL KR AND CONNEY AH: Effect of curcumin on 12-O-tetradecanoylphorbol-13-acetate and ultraviolet B light-induced expression of cJun and c-Fos in J136 cells and in mouse epidermis. Carcinogenesis 15: 2363-70, 1994.
  • MENON LG, KUTTAN R AND KUTTAN G: Inhibition of lung metastasis in mice induced by B16F10 melanona cells by polyphenolic compounds. Cancer Lett 95: 221-5, 1995.
  • PLUMMER SM, HILL KA, FESTING MF, STEWARD WP, GESCHER AJ AND SHARMA RA: Clinical development of leukocyte cyclooxygenase 2 activity as a systemic biomarker for cancer chemopreventive agents. Cancer Epidermiol Biomarkers Prev 10: 1295-9, 2001.
  • RAMACHANDRAN C, FONSECA HB, JHABVALA P, ESCALON EA AND MELNICK SJ: Curcumin inhibits telomerase activity through human telomerase reverse transcriptase in MCF-7 breast cancer cell line. Cancer Lett 184: 1-6, 2002.
  • RAO CV, RIVENSONA, SIMI B AND REDDY BS: Chemoprevention of colon carcinogenesis by dietary curcumin, a naturally occurring plant phenolic compound. Cancer Res 55: 259-66, 1995.
  • RAO CV, RIVENSONA, SIMI B AND REDDY BS: Chemoprevention of colon cancer by dietary curcumin. Ann N Y Acad Sci 768: 201-4, 1995.
  • RAVINDRANATH V AND CHANDRASEKHARA N: Absorption and tissue distribution of curcumin in rats. Toxicology 16: 259-65,1980.
  • RAVINDRANATH V AND CHANDRASEKHARA N: In vitro studies on the intestinal absorption of curcumin in rats. Toxicology 20: 251-7, 1981.
  • SHALINI VK AND SRINIVAS L: Fuel smoke condensate induced DNA damage in human lymphocytes and protection by turmeric (Curcuma Longa). Mol Cell Biochern 95: 21-30, 1990.
  • SHARMA RA, IRESON CR,
    VERSCHOYLE RD
    , HILL KA, WILLIAMS ML, LEURATTI C, MANSON MM, MARNETT LJ, STEWARD WP AND GESCHER A: Effects of dietary curcumin on glutathione S-transferase and malondialdehyde-DNA adducts in rat liver and colon mucosa: relationship with drug levels.
    Clin Cancer Res 7: 1452-8,2001.
  • SHARMA RA, MCLELLAND HR, HILL KA, IRESON CR, EUDEN SA, MANSON MM, PIRMOHAMED M, MARNETT LJ, GESCHER AJ AND STEWARD WP: Pharmacodynamic and pharmacokinetic study of oral Curcuma extract in patients with colorectal cancer. Clin Cancer Res 7: 1894-900, 2001.
  • SHOBA G, JOY D, JOSEPH T, MAJEED M, RAJENDRAN R AND SRINIVAS PS: Influence of piperine on the pharmacokinetics of curcumin in animals and human volunteers. Planta Med 64: 353-6, 1998.
  • SINDHWANI P, HAMPTON JA, BAIG MM, KECK R AND SELMAN SH: Curcumin prevents intravesical tumor implantation of the MBT-2 tumor cell line in OH mice. J Urol 166: 1498-501, 2001.











0 comentários:

Postar um comentário

Propagandas (de qualquer tipo de produto) e mensagens ofensivas não serão aceitas pela moderação do blog.