segunda-feira, 2 de maio de 2011

Taxas de metabolismo podem prever mortalidade

Um novo estudo sugere que a análise das taxas metabólicas de uma pessoa pode prever seus riscos de mortalidade natural. O estudo sugere também que o maior gasto de energia de pessoas que possuem taxas mais altas de metabolismo pode acelerar o processo de envelhecimento.

Em animais, essa conexão entre metabolismo e envelhecimento já é conhecida. Para verificar esse fato em humanos, pesquisadores selecionaram 652 indígenas americanos saudáveis e não diabéticos.

Os pesquisadores mediram os gastos de energia durante 24 horas de 508 pessoas, a taxa metabólica em descanso de 384 indivíduos e em 204 dos participantes as duas medições foram realizadas. Durante o período de desenvolvimento do estudo 27 dos participantes morreram de causas naturais e os pesquisadores viram que havia uma relação entre um gasto de energia maior e um aumento nos riscos de falecimento por causa natural.

“Nós descobrimos que uma taxa metabólica endógena mais alta, que é quanta energia o corpo usa para as funções normais do corpo, é um fator de risco para a mortalidade prematura”, afirma Reiner Jumpertz, autor do estudo. Ele explica que “essa taxa metabólica aumentada pode levar a danos precoces aos órgãos (em efeito acelerando o envelhecimento) possivelmente pelo acúmulo de substâncias tóxicas produzidas com o aumento no volume de energia”.

 Jumpertz acredita que o estudo pode ajudar a comunidade científica a ter uma maior compreensão dos mecanismos do envelhecimento do ser humano e também a entender porque dietas de poucas calorias podem ser benéficas para a saúde. A pesquisa foi publicada no The Endocrine Society's Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism.

Fonte: http://www.hebron.com.br/

0 comentários:

Postar um comentário

Propagandas (de qualquer tipo de produto) e mensagens ofensivas não serão aceitas pela moderação do blog.